O FÓRUM ECONÔMICO MUNDIAL E A EQUIDADE RACIAL

A equidade racial é o tema em discussão do Fórum Econômico Mundial em Davos em 2021, principalmente no contexto de pandemia em cenário global que estamos vivendo. Essa pandemia representa um perigo potencial contra o progresso da diversidade dentro das corporações, principalmente por conta dos prejuízos financeiros acarretados pelo coronavírus, de modo que muitas empresas acabam por interromper ou mesmo cessar os investimentos na área da diversidade e inclusão.

No entanto, gigantes como Google, Unilever, Microsoft, Nestlé e muitas outras estão dando o exemplo de como o mercado deve priorizar a equidade racial, adotando um compromisso em prol da justiça racial nos negócios e estratégias para se tornarem empresas verdadeiramente antirracistas, com uma coalização chamada “Partnering for Racial Justice in Business”, que pratica ações voltadas para a inclusão e promoção de pessoas negras nas empresas.

Um dos temas fundamentais quando falamos de Diversidade e Inclusão é a equidade racial. A nossa cultura, e consequentemente o mundo corporativo, tem um histórico racista, preconceituoso e discriminatório com as pessoas não brancas, que causam um impacto extremamente negativo na vida de pessoas negras especialmente.

Assista a este vídeo com a especialista em Diversidade e Inclusão Cristina Kerr sobre a inserção de pessoas negras no mercado de trabalho, onde ela apresenta várias dicas de institutos e projetos que podem ajudar a sua empresa na inclusão de pessoas negras e não só para incluí-las, mas também para prepará-las para ocuparem cargos de liderança nestas empresas, pois muitas vezes elas só precisam de uma oportunidade.

Converse com pessoas negras para conhecer mais sobre a realidade delas, pergunte se elas sofrem com o preconceito, e você ouvirá casos que parecem ser de outro mundo, ou pelo menos de outro século. Nossa especialista no tema raça e etnia, que é uma mulher negra, Luanny Faustino sofreu preconceito por conta do seu cabelo, por usar roupas “muito coloridas” e chegou a ter que refazer o teste de inglês numa seleção por ter sido a melhor: “você pode repetir o teste, porque você (uma mulher negra) foi melhor do que todos os outros candidatos”.

Muitas vezes, parece que a escravidão e o racismo foram abolidos pela lei, mas continuam livre nos corações de inúmeras pessoas, dentro e fora do ambiente de trabalho. Essa é a má notícia. A boa notícia é que isso está mudando, graças a iniciativas de empresas globais que estão investindo recursos em prol da equidade racial, tanto em nível corporativo e local como em nível internacional e social.

Nós da CKZ Diversidade acreditamos que uma coalização como essa deverá ditar os próximos passos para que alcancemos, o mais breve possível, a equidade racial no ambiente corporativo.

Sabemos da importância dessa pauta, principalmente em nosso contexto brasileiro, onde a maioria da nossa população é formada por pessoas negras. Agora convidamos você a fazer a lição de casa, respondendo a seguinte questão: o que minha organização está fazendo hoje para que possamos ter um ambiente de trabalho inclusivo e diverso amanhã?

Conte com a CKZ Diversidade para ajudar a sua empresa a acelerar a equidade de racial, a diversidade e a inclusão na sua corporação.

Artigos Relacionados

Incluir um Comentário